30 março 2016

Rota do Pão visa atrair turistas

Reportagem publicada na página 13 do JM-Madeira, edição de 30 de Março de 2016.

Projeto da Câmara Municipal do Porto Santo pretende recuperar moinhos e casas de salão.

Filipe Menezes de Oliveira diz ser necessário vincar a marca Porto Santo e o projeto da rota do pão vai nesse sentido.

A Câmara Municipal do Porto Santo está a desenvolver um projeto que visa a criação de uma rota do pão ou dos cereais, para que o visitante conheça a história desta tradição na ilha dourada, a produção do bolo do caco (originário da ilha dourada), e o funcionamento dos moinhos, nomeadamente. Em declarações ao JM, o presidente da autarquia explicou que esse projeto insere-se na dinamização da Marca Porto Santo.
Filipe Menezes de Oliveira disse que, no âmbito deste projeto, a Câmara Municipal vai recuperar pelo menos um moinho para moer o trigo e quer ter zonas com cearas para mostrar aos visitantes como se semeavam e colhiam os cereais. Para além disso, a edilidade tem em vista a recuperação de uma casa de salão «para mostrar como eram esses tempos, indo ao encontro das nossas verdadeiras tradições e costumes».

Questionado sobre quando poderá estar concluído o projeto para a rota do pão ou dos cereais (a designação a dar ainda está em estudo), Filipe Menezes de Oliveira não avançou, para já, com datas. «Estamos a trabalhar. Numa primeira fase, recuperamos os nossos fontanários, cujas obras já terminaram, bem como os moinhos da Portela», há intervenções já feitas e/ou por concluir nos miradouros. «Depois, vamos recuperar uma casa de salão e vamos criar uma rota que vinque bem a nossa história e tradições».

A autarquia tem vindo a trabalhar nesse sentido, «envolvendo a população, os agentes públicos e privados neste desígnio que vai ao encontro daquilo que os nossos antepassados faziam, e muito bem, e que é o que marca um destino».
A concluir, garantiu que: «estamos verdadeiramente focados na Marca Porto Santo, nos nossos produtos locais, como o bolo do caco. É fundamental termos uma marca que nos identifique e diferencie da marca Madeira». 



28 março 2016

Cabrito é o prato favorito dos madeirenses que almoçam fora de casa no Domingo de Páscoa

Cabrito no forno ou ensopado foram dos pratos mais apreciados pelos madeirenses que fizeram o almoço de Páscoa fora de casa. Os restaurantes que confeccionam estas ementas receberam reservas durante toda a semana. A reportagem foi transmitida pela RTP-Madeira no Telejornal no domingo, dia 27 de Março.

Veja o vídeo através deste vídeo: https://vid.me/Ch7A


22 março 2016

AMC/CGM representada no Capítulo da Confrérie des Tripaphages de Château-Gontier

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronomica da Madeira marcou presença no Capítulo da Confrérie des Tripaphages de Château-Gontier em Pays de la Loire, no dia 19 de Março de 2016. 
Estreito de Câmara de Lobos, 21 de Março de 2016
A presença dos confrades madeirense é assim descrita pelo confrade Lino Dionísio:

‘Foi nos jardins de um magnífico e antigo Convento que fomos recebidos pelos membros da Confraria de Tripaphages de Château-Gontier em Pays de la Loire, a cerca de 200km a Sul de Paris. 
Escolhendo a sala de festas deste mesmo Convento, foi-nos oferecido um lindo Capítulo, deixando as 60 confrarias convidadas, entre elas 57 Francesas, 2 Belgas e a Confraria Gastronómica da Madeira enquanto representante Portuguesa um desejo de voltar no próximo ano, tal foi o momento de grande convívio, Um evento muito bem organizado e com um carinho muito especial para as confrarias vindas de mais longe. É sempre com muito orgulho que me desloco a estes Capítulos, por vezes fazendo muitos quilómetros (neste caso 1600km), para representar a Confraria Gastronómica da Madeira, aproveitando sempre a ocasião para falar da Madeira como destino turistico, da sua gastronomia, das suas atrações, quer seja do Carnaval, Festa da Flor ou Festas de Fim de Ano, ficando sempre uma impressão de trabalho cumprido.’




















Assembleia Eleitoral da Academia Madeirense das Carnes


A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira realiza no dia 14 de Abril, na sua sede, das 18 horas às 20 horas, a Assembleia Eleitoral para os Órgãos Sociais 2016-2020.

A tomada de posse dos respectivos Órgãos Sociais ocorre após o referido acto eleitoral, sendo as Cerimónias do XVI Grande Capítulo da AMC/CGM que se realiza de 22 a 25 de Abril dirigidas pela nova direção.

Nestas eleições apenas existe uma lista, sendo que é encabeçada pelo confrade fundador Alcides Nóbrega da Luz.

Fonte: Diário de Notícias da Madeira. 

21 março 2016

Participação no VIII Capítulo da Confraria Gastronomica "As Sainhas de Vagos"

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronomica da Madeira participou no VIII Capítulo da Confraria Gastronomica "As Sainhas de Vagos". 
Estreito de Câmara de Lobos, 21 de Março de 2016.

18 março 2016

Congratulação pela criação da 'Rota do Vinho Madeira'


A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira congratula-se com a criação da "Rota do Vinho Madeira", aprovada no último Conselho de Governo da Região Autónoma da Madeira. 
A criação da "Rota do Vinho Madeira" e igualmente da criação de um "Espaço Museológico do Vinho e da Gastronomia da Madeira", na Vila do Estreito de Câmara de Lobos, são duas das mais antigas reivindicações da AMC/CGM que esperamos que, a médio prazo, sejam concretizadas. 

A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira felicita a SRETC pelo sucesso do evento promocional da Madeira que esta realizou no Mercado de Campo de Ourique, em Lisboa. 

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira faz saber que no mês de Abril estará nos seguintes eventos e que o objetivo destas presenças é a promoção e defesa da herança cultural, gastronómica e baquica da Madeira e do destino turístico Madeira.

3 de Abril
No Capítulo da Sovrano Ordine dei Cavalieri della Grappa e del Tomino (Piemonte) - Itália.

9 de Abril
No Capítulo da Confraria das Almas Santas de Areosa e do Leitão - Bairrada. 

A direção da AMC/CGM
Estreito de Câmara de Lobos, 18 de Março de 2016 

16 março 2016

Episódio televisivo sobre a apanha e comercialização do Caramujo na Madeira


O episódio 10 do programa televisivo 'BioMadeira' transmitido pela RTP-Madeira, neste dia 15 de Março de 2016, teve como tema a apanha e comercialização do Caramujo na Ilha da Madeira. A AMC/CGM partilha de seguida o vídeo deste episódio com todos os interessados.

Clique na ligação para visualizar o episódio 10 do programa 'BioMadeira' da RTP-Madeira: http://www.rtp.pt/play/p2113/e228181/biomadeira 

15 março 2016

Garrafas de Vinho Madeira entre as mais antigas do Mundo


É madeirense a garrafa de vinho mais antiga do mundo. Tem a data de 1679 e foi descoberta há cerca de cinco anos, em Londres, durante trabalhos de escavação. Na Ilha há várias famílias com garrafas tão antigas quanto esta. No passado até eram usadas como meio de pagamento a advogados. Esta foi uma reportagem transmitida pelo Telejornal da RTP-Madeira, no dia 14 de Março de 2016.

Clique aqui para visualizar a reportagem da RTP-Madeira

La Cofradía del Vino de Tenerife y Canarias


A Região da Macarónesia não é apenas uma zona estratégica para a defesa do estilo de vida do europeu. Foi um laboratório do estudo de novos produtos alimentares provenientes do novo mundo no seguimento do início das viagens marítimas europeias.
É urgente e necessário a retoma do projeto da fundação da Federação Internacional das Confrarias das Ilhas do Atlântico.

Gregório J.S.Freitas - Confrade fundador da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronomica da Madeira.


“Nunc est bibendum” (ahora es el tiempo de beber). Odas. Horacio, Quintus Horatius Flaccus, 19 a.C. aproximadamente.
Esta expresión, enunciado y emblema de la Cofradía del Vino, es una clara invitación a gozar del momento presente, máxime cuando el día de mañana es incierto.

La Cofradía del Vino de Tenerife nació en 1997 por iniciativa de un grupo de personas convencidas de la necesidad imperiosa de fomentar, promocionar y difundir la cultura del vino canario y lo que ello significa. Aunque en un principio la iniciativa fundacional fue de ámbito insular tinerfeño, se concluyó al poco tiempo que el patrimonio enológico del resto de las islas de nuestro Archipiélago debía ser también fomentado, promocionado y difundido por igual. Es por ello que se solicitó el registro de una denominación que ampliara ese ámbito de actuación, pasándose desde ese momento a llamar Cofradía del Vino de Tenerife y Canarias.

Sus cofrades son personas que se han distinguido por su labor en pro del vino de Canarias, bien sean provenientes del ámbito científico, cultural o técnico o pertenecientes a variados y dispares sectores de la sociedad vitivinícola: viticultores, enólogos, bodegueros o comerciales. Estando como está en permanente y constante apertura al mundo de la cultura, de la educación, del periodismo o de cualquier otra profesión que enriquezca el sector del vino, se puede afirmar con total rotundidad que la Cofradía contribuye decididamente a la difusión del conocimiento del vino de Canarias y a su revalorización cultural, social y económica.

La Cofradía del Vino exalza con orgullo y satisfacción la trayectoria de las Islas Canarias y su larga tradición vitivinícola, avalada por más de cinco siglos de historia, ya que el cultivo de la viña y la elaboración del vino en nuestro Archipiélago ha sido, es y será un factor determinante de nuestro paisaje, de nuestra cultura y de nuestra economía

No se puede obviar la importancia que esta entidad tiene en la elaboración y promoción del vino canario, ya que al exaltar éste lo hace también el sentimiento de nuestra canariedad. Todos los cofrades aceptamos difundir las excelencias de los vinos de Canarias organizando, patrocinando y promoviendo sus peculiaridades a través de todos los medios a nuestro conocimiento, disposición y alcance: bien divulgando el consumo, siempre en moderación, de nuestro vino unido o no a nuestra gastronomía destacando sus valores culturales, colaborando de este modo y manera a la mejora de nuestros viñedos y por ende de nuestros vinos.

La Cofradía del Vino de Tenerife y Canarias es parte de la sociedad de unas Islas ricas en matices y aromas como nuestros vinos, que representan a nuestra gente y son un fiel reflejo de las tradiciones y costumbres de esta tierra, al evocar en la memoria los paisajes, texturas, olores y sabores de todas y cada una de nuestras siete islas.

Canarias. Latitud de vida. ¡Nunc est bibendum!

Alfonso J. López Torres @AlfonsoJLT

14 março 2016

'Casa Velha' acolheu o primeiro encontro do ano de 2016


Devido a não se terem realizado nos meses de Janeiro e de Fevereiro, o encontro de Março da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira foi o primeiro do ano de 2016. 

Neste encontro o confrade Alcides Nóbrega informou aos presentes de que aceita ser Presidente da AMC/CGM e que irá propor várias alterações aos Estatutos da Confraria. Uma dessas alterações é para que o mandato dos órgãos sociais passem de 3 para 4 anos e a criação da figura de "Confrade Embaixador". 

O encontro realizou-se na "Casa Velha", propriedade do confrade Carlos Soares e o repasto servido foi um "Cozido Madeirense".

A direção da AMC/CGM

Estreito de Câmara de Lobos, 14 de Março de 2016.









Sever do Vouga: Confraria com sangue novo no dia em que arrancou a Festa da Lampreia e da Vitela

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira participou no Capítulo da Confraria Gastronómica de Sever do Vouga que se realizou no dia 12 de Março de 2016.

"Ana Paula Hadden, uma empresária de 45 anos, é desde ontem confrade da Confraria Gastronómica de Sever do Vouga. É a única mulher entre os sete novos membros da instituição. Aceitou o desafio para “ajudar na promoção” do concelho e dos seus produtos tradicionais, disse ao Diário de Aveiro minutos depois da entronização, envergando já a farda oficial, chapéu incluído. Antes, a par com os restantes novos confrades, fez o juramento que lhe deu o passaporte de entrada: “juro defender para sempre o bom nome de Sever do Vouga”, disseram a uma só voz." RUI CUNHA (TEXTO) e PAULO RAMOS (FOTOGRAFIA).

A direção da AMC/CGM
Estreito de Câmara de Lobos, 14 de Março de 2016.







Confraria madeirense presente no V Capítulo da Cofradia del Oriciu

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira participou no passado dia 12 de Março de 2016 no V Capítulo da Cofradia del Oriciu, na localidade de Gijón - Astúrias.
Vídeo - V Capítulo da Cofradia del Oriciu
A direção da AMC/CGM
Estreito de Câmara de Lobos, 14 de Março de 2016.

13 março 2016

Presença na Suíça no Capítulo da Ordre de la Channe du Valais

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronomica da Madeira marcou presença no Capítulo da Ordre de la Channe du Valais, que se realizou na Suíça. 
Estreito de Câmara de Lobos, 13 de Março de 2016. 
Esta presença é aqui descrita pelo nosso confrade Lino de Jesus Dionísio: 
"Mais um grande momento este que foi a participação no "Chapitre à L'Abbaye de St-Maurice" da Confraria "Ordre de la Channe du Valais".
Foi logo pela manhã, as 9h15, que começou a visita de L'Abbaye (Mosteiro) de Saint Maurice no Valais, na Suíça  seguindo depois os momentos de cerimónia e de entronização dos novos membros, terminando com uma refeição muito bem elaborada que contou com receitas mediavais tal era o tema deste Capítulo. 
Se no decorrer destes Capítulos partilhamos sempre um copo e uma refeição, que faz parte integrante destes encontros de Confrarias, quer elas sejam gastronómicas, báquicas, enófilas ou de outra natureza, o que para muitos críticos é para isso que servem estes encontros ("encher o pandulho como costumam dizer"), há algo de muito mais importante e que muitas pessoas por foram desconhecem e que eu gostava de realçar. Vindos de regiões bem diferentes, cada Confraria faz conhecer o produto da sua região e ao mesmo tempo está a fazer publicidade gratuita à mesma, aos seus produtos, assim como dá a conhecer os seus usos e costumes, a sua maneira de ser sócio e cultura, colaborando de uma ou de outra forma no desenvolvimento turístico."














Com tecnologia do Blogger.

 

© 2013 Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top