26 maio 2019

Confraria Enogastronómica da Madeira comemora o Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa


A Confraria Enogastronómica da Madeira iniciou as comemorações do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa na região, com um convívio ontem no IX Festival da Truta / Rota da Sidra / XXVI Encontro de Grupos Culturais do Concelho de Santana, que decorre com muita animação até ao próximo domingo, 26 de Maio.
O evento organizado pela Casa do Povo de São Roque do Faial contou com a confraria da casa - a Confraria da Truta e da Sidra e com a novata, Confraria Aromas e Sabores do Curral das Freiras, numa reunião de esforço para dar conhecer e enaltecer os produtos típicos da localidade, que bem foram serviços e melhor souberam no palato dos confrades.
A Confraria Enogastronómica da Madeira irá prosseguir as comemorações, com um encontro na ilha do Porto Santo, durante o Festival da Rota do Atum, que decorre de 5 a 9 de junho de 2019.
Nesse mesmo fim-de-semana a C. E. M. participa em Helsínquia, Finlândia, no I Concurso Internacional de Vinhos da Federação de Confraria Báquicas. Na bagagem seguem diversos vinhos madeirenses com sentido de promover a região como um destino enogastronómico de referência, com vinhos tranquilos e licorosos únicos.

Gratos pela colaboração.

Na Imprensa:


23 maio 2019

Presença agendada na Suíça


A Confraria Enogastronómica da Madeira confirma a sua presença no dia 25 de Maio no IX Capítulo da Grand Ordre des Calvados et du Trou Normand-Ambassede Suisse, que se realiza na localidade de Cortaillod, no Cantão de Neuchâtel.

Estreito de Câmara de Lobos, 23 de Maio de 2019.

16 maio 2019

CEM representada em Junho na Finlândia


A Confraria Enogastronómica da Madeira desloca-se no início de Junho à Finlândia onde irá participar, na cidade de Helsínquia, no evento organizado pelos Cavaleiros da Vinha da Finlândia e pela Federação Internacional de Confrarias Báquicas, com sede no Museu do Vinho na cidade de Paris.

2019 F.I.C.B. Challenge
The first F.I.C.B. international wine tasting and rating Challenge will take place from 6 to 9 June 2019 in the region of Helsinki in Finland. It is organized by the Knights of the Vine of Finland

Estreito de Câmara de Lobos, 16 de Maio de 2019.


Na Imprensa:

> JM-Madeira: CONFRARIA ENOGASTRONÓMICA DA MADEIRA DESLOCA-SE À FINLÂNDIA

14 maio 2019

Uma festa à madeirense, com certeza

A Região deu-se a provar no 'XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira'. De 26 a 29 de Abril, 35 confrarias e mais de uma centena de confrades nacionais e internacionais percorreram a ilha, desfrutando dos seus sabores típicos.

Reportagem sobre o XIX Grande Capítulo pela Revista D7, do Diário de Notícias Madeira no passado domingo, 12 de maio.

12 maio 2019

Participação no Capítulo Extraordinário da Academia da Castanha Branca


A Confraria Enogastronómica da Madeira participou no Capítulo Extraordinário da Academia da Castanha Branca, que ocorreu no 5 de Maio em Mondovì Piazza, por ocasião do vigésimo ano desde a fundação daquela Confraria. Em Outubro terá lugar o Capítulo canónico. A truta da montanha foi o tema da conferência e esteve entre os pratos de almoço.



09 maio 2019

Deslocação à cidade belga de Namur em Junho


A Confraria Enogastronómica da Madeira desloca-se a 2 de Junho à cidade de Namur, na região da Valônia, Bélgica, onde irá participar no Capítulo da Confrérie du Bietrume et de la Blanche de Namur.

Estreito de Câmara de Lobos, 9 de Maio de 2019.

07 maio 2019

Agradecimento - XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira


Prezados confrades e confreiras, 

É com plena alegria que partilhamos alguns dos momentos marcantes do nosso XIX Grande Capítulo, foram quadro dias repletos de atividade que levaram mais de uma centena de confrades nacionais e internacionais a desfrutar da paisagem enogastronómica da Região Autónoma da Madeira de Norte a Sul, do Mar a Serra entre o dia 26 e 29 de abril de 2019.

Neste calcorrear da ilha os confrades foram descobrido novos produtos e receituário traduzidos em sabores únicos; a nossa espetada, o bolo do caco, o escabeche de gaiado, a gata também conhecida com "bacalhau de Câmara de Lobos, os chicharros, a espetada de atum, o panelo, os nossos vinhos tranquilos e licorosos, o rum da Madeira, a poncha, as nossas frutas, entre outros a par e passo com a nossa cultura, de salientar a visita ao Teatro Municipal do Funchal, a atuação de grupos de folclore, banda filarmónica e um grupo coral sobre o fundo exuberante paisagem que a região oferece.

Nós, Confraria Enogastronómica da Madeira tudo fizemos para proporcionar experiência única, autêntica e memorável a cada um dos participantes que só se tornou alcançável  graças a excelente presença dos confrades nacionais e internacionais que nos presentearam com a sua presença e as demais entidades que apoiaram e colaboraram na realização deste capítulo, a cada um deles o nosso sentido agradecimento! 

Apelamos cada um de vós a serem mensageiros deste momentos e que juntos possamos afirmar a Região Autónoma da Madeira  como uma Região Enogastronómica singular e de excelência a nível nacional e internacional.

Fica já o convite para o nosso XX Grande Capítulo que terá lugar entre 24 e 27 de Abril de 2020. Visto que será o nosso 20º aniversário, estamos a trabalhar num programa muito especial  pelo que pedimos que realizem o mais breve possível as vossas inscrições uma vez que estas serão limitadas. 

CONFRARIAS PARTICIPANTES
Austrian Wine Brotherhood - Austria
Chevaliers du Trou Normand d´Allemagne - Alemanha
Cofradia del Vino de Canárias - Espanha
Cofradía do Tinto Rías Baixas - Espanha
Confraria As Sainhas - Portugal
Confraria do Arinto de Bucelas - Portugal
Confraria do Chícharo - Portugal
Confraria do Pão da Regueifa e do Biscoito de Valongo - Portugal
Confraria do Vinho de Lamas - Portugal
Confraria dos Bolos, Doces, Aguardentes e Licores de Ervedal da Beira - Portugal
Confraria dos Enchidos - Portugal
Confraria dos Enófilos do Dão - Portugal
Confraria Gastronomica da Carne Barrosã - Portugal
Confraria Gastronomica do Concelho de Ovar - Portugal
Confraria Gastronómica Os Velhotes - Portugal
Confraria Gastronómica Pinhal do Rei - Leiria - Portugal
Confrérie de Saint Romain en Bordelais et Pays Libournais - França
Confrérie des Buveux de Bernache de de Mazé - França
Confrérie des Chaussons et de la Moinette d'Ellezelles - França
Confrérie des Chevaliers Gourmands du Gévaudan - França
Confrérie des Mangeux d’Esparges de Sologne - França
Confrérie des Maqueux d'Saurets - França
Confrérie des Tripaphages - França
Confrérie du "Grand Ordre du Poelon" - França
Confrérie du Brie de Meaux - França
Confrérie du Cassoulet de Castelnaudary - França
Confrérie du Véritable Nougat de Tours - França
Congrega dei Radici e Fasioi - Italia
Congrog - Confraria do Grogue de Santo Antão - Cabo Verde
Ordem dos Companheiros de São Vicente - Confraria dos Vinhos de Portugal - Bélgica
Ordre de Gambrinus - Confrérie des Bières de Bruxelles - Bélgica

ENTIDADES QUE APOIARAM
Secretaria Regional de Agricultura e Pescas
Secretaria Regional do Turismo e Cultura 
Câmara Municipal do Funchal
Câmara Municipal de Câmara de Lobos
Câmara Municipal do Porto Moniz
Associação de Promoção da Madeira
Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos
Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM)
Teatro Municipal Baltazar Dias

ENTIDADES QUE COLABORARAM
Hotel Quinta Furão
Restaurante O Lagar
Restaurante Só Espeto
Engenhos do Norte - Porto da Cruz 

06 maio 2019

Presença da CEM no VII Capítulo da Confraria Gastronómica da Amadora


A Confraria Enogastronómica da Madeira marcou presença no VII Capítulo da Confraria Gastronómica da Amadora, que se realizou no dia 4 de Maio, na Amadora.

Estreito de Câmara de Lobos, 6 de Maio de 2019.



Vídeos | Momentos: XIX Grande Capítulo da CEM


De 26 a 29 de Abril de 2019 realizou-se o XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira. Fique aqui com alguns dos melhores momentos vividos durante estes dias:

Boas vindas para o XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira, sexta-feira, 26 de abril de 2019 no Madeira Wine.








Discurso do Presidente da Confraria Enogastronómica da Madeira, Alcides Nobréga, na Cerimónia Capitular do XIX Grande Capítulo realizado este domingo, 28 de Abril no auditório Maestro João Vitor Costa do Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos.


Discurso de Pedro Coelho, Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, município que acolheu a Cerimónia Capitular do XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira, realizado no domingo, dia 28 de Abril de 2019, no auditório Maestro João Vitor Costa do Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos.

Discurso da representante da Federação Portuguesa Confrarias Gastronómicas, a confreira Alda Rodrigues da Confraria Gastronómica "As Sainhas", na Cerimónia Capitular do XIX Grande Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira realizado no domingo, dia 28 de Abril de 2019, no auditório Maestro João Vitor Costa do Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos.
 

05 maio 2019

São Roque do Faial recebe encontro mensal de Maio da CEM


O encontro da Confraria Enogastronómica da Madeira no mês de Maio irá realizar-se na freguesia de São Roque do Faial, no Município de Santana, pela ocasião da realização do IX Festival da Truta/Rota da Sidra, que acontece de 23 a 27 de Maio.

Estreito de Câmara de Lobos, 5 de Maio de 2019.

02 maio 2019

Presença na Amadora a 4 de Maio


A Confraria Enogastronómica da Madeira desloca-se a 4 de Maio à cidade da Amadora, onde irá participar no VII Capítulo da Confraria Gastronómica da Amadora.

Estreito de Câmara de Lobo, 2 de Maio de 2019.

30 abril 2019

Discurso do Presidente da CEM na Cerimónia Capitular do XIX Grande Capítulo

Discurso do Presidente da Confraria Enogastronómica da Madeira na Cerimónia Capitular do XIX Grande Capítulo realizado este domingo, 28 de Abril de 2019.


29 abril 2019

Paulo Cafôfo destaca Funchal como destino gastronómico

A Confraria Gastronómica da Madeira celebra 19.º aniversário com a realização do XIX Grande Capítulo que trouxe à Madeira 30 confrarias nacionais e internacionais.


O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, recebeu este fim-de-semana, no Teatro Municipal Baltazar Dias, cerca de uma centena de representantes de confrarias gastronómicas portuguesas e de diversos países europeus, num evento promovido pela Confraria Gastronómica da Madeira, representa pelo Presidente Alcides Nóbrega.

Uma oportunidade para Paulo Cafôfo enaltecer “o papel desta associação de cariz cultural e identitário, que tem trabalhado, ao longo dos anos, no sentido de afirmar a nível nacional e internacional a Madeira como uma região enogastronómica, com produtos e receituário únicos, que testemunham a nossa História, o nosso modo de ser e o nosso lugar no mundo”, tendo acrescentado que para o Funchal, “o segmento do turismo gastronómico é certamente algo que nos interessa promover, porque temos todas as condições para isso e um público-alvo natural, o que torna as mais-valias evidentes”.

A Confraria Gastronómica da Madeira celebra, de 26 a 29 de Abril, o seu 19.º aniversário, com a realização do XIX Grande Capítulo, que trouxe à Região cerca de 30 confrarias, num evento que contou com o apoio da Câmara Municipal do Funchal.

6º Episódio Do Programa "História Da Gastronomia Portuguesa"


A culinária está na moda, todos querem aprender a cozinhar e a preparar refeições requintadas... Mas, como é que tudo começou?

Portugal tem uma das gastronomias mais ricas do mundo, resultado de receitas e tradições acumuladas ao longo da nossa existência como nação.
Ao longo de seis episódios, seis Chef´s têm uma história para contar: a da Gastronomia Portuguesa.
Com o Chef Ljubomir Stanisic, o Chef Kiko Martins, o Chef Nuno Bergonse, a Chef Marlene Vieira, o Chef Diogo Noronha e a Chef Susana Felicidade viajamos pela nossa própria história, descobrindo e investigando livros antigos de culinária portugueses, desde as cozinhas reais às cozinhas comuns, do séc. XVI ao séc. XX.
Em cada episódio é analisado um século da história de Portugal através da gastronomia e hábitos da época. A protagonizá-lo está um dos Chef´s, que explora um livro de receitas publicado nesse século, com a ajuda de estudiosos e especialistas na matéria, que fazem o necessário enquadramento histórico, revelando curiosidades e factos. No final do episódio, o Chef escolhe uma receita do livro para recriar, respeitando os métodos e utilizando os respetivos ingredientes em cozinhas da época.

Neste episódio a Chef Susana Felicidade viaja até ao século XIX para descobrir as origens de um ritual gastronómico bem português: a arte de petiscar!
Que livros de receitas foram publicados nesta época? Quais as tendências naquilo que vinha à mesa... e quem definia estas tendências? Que relação existia entre gastronomia e literatura? Susana Felicidade tentará encontrar a resposta para estas perguntas e também recriar um prato com cerca de 150 anos de história.

Clique na imagem para ver o vídeo



21 abril 2019

5º Episódio Do Programa "História Da Gastronomia Portuguesa"


A culinária está na moda, todos querem aprender a cozinhar e a preparar refeições requintadas... Mas, como é que tudo começou?

Portugal tem uma das gastronomias mais ricas do mundo, resultado de receitas e tradições acumuladas ao longo da nossa existência como nação.
Ao longo de seis episódios, seis Chef´s têm uma história para contar: a da Gastronomia Portuguesa.
Com o Chef Ljubomir Stanisic, o Chef Kiko Martins, o Chef Nuno Bergonse, a Chef Marlene Vieira, o Chef Diogo Noronha e a Chef Susana Felicidade viajamos pela nossa própria história, descobrindo e investigando livros antigos de culinária portugueses, desde as cozinhas reais às cozinhas comuns, do séc. XVI ao séc. XX.
Em cada episódio é analisado um século da história de Portugal através da gastronomia e hábitos da época. A protagonizá-lo está um dos Chef´s, que explora um livro de receitas publicado nesse século, com a ajuda de estudiosos e especialistas na matéria, que fazem o necessário enquadramento histórico, revelando curiosidades e factos. No final do episódio, o Chef escolhe uma receita do livro para recriar, respeitando os métodos e utilizando os respetivos ingredientes em cozinhas da época.

Neste episódio o Chef Diogo Noronha viaja até ao século XVIII em busca do livro de Lucas Rigaud, cozinheiro nas Cortes de D. José I e D. Maria I. Quem foi este homem? Que mudanças introduziu nas iguarias que levava à mesa real? Quais os novos produtos que revolucionaram a gastronomia da época? O Chef Diogo Noronha vai ainda confecionar um prato régio com dois séculos e meio de história.

Clique na imagem para ver o vídeo



19 abril 2019

Presença na Coreia do Sul adiada para um próximo evento


O II Capítulo da "Brotherhood the of Knights of Vine of Korea" realiza-se na cidade de Daegu no dia 18 de Maio. Ao contrário do seu agendamento inicial não será possível neste evento a presença de confrades da Confraria Enogastronómica da Madeira, sendo essa adiada para um próximo evento.
A República da Coreia do Sul é um dos 21 países onde a C.E.M. nos seu 19 anos de existência estabeleceu relações de amizade e de intercâmbio, com ordens gastronómica ou báquicas locais.

Estreito de Câmara de Lobos, 19 de Abril de 2019.

17 abril 2019

A maior adega do mundo

Com cerca de 100 quilómetros de túneis, Minas de Cricova é a maior adega subterrânea do mundo

Arnaldo Grizzo em 22 de Janeiro de 2019


Minas de Cricova percorrem mais de 100 quilómetros debaixo da terra.
As adegas de Champanhe são tão grandes, algumas atingindo mais de 20 quilómetros, que - durante as duas últimas grandes guerras mundiais - foram usadas para muito mais do que conservar garrafas de vinho, servindo de abrigo para refugiados, estocagem de munição, esconderijo etc. Durante os conflitos, a vida dos habitantes locais ocorria debaixo da terra, como as aulas das escolas, por exemplo, ministradas no subterrâneo enquanto as bombas caíam na superfície.

No entanto, engana-se quem acha que estão na França as maiores caves subterrâneas do mundo. Fica na Moldávia, uma das antigas repúblicas da União Soviética, a adega de maior extensão do planeta. Cerca de 15 quilómetros ao norte de Chisinau, capital do país, estão as ditas "minas de Cricova", com mais de 100 quilómetros de comprimento.

II Guerra


Além das 1,3 milhão de garrafas, são vários os ambientes nas minas de Cricova. 

Até a II Guerra Mundial, essas minas não tinham como finalidade guardar vinhos. Eram fonte de cal. Foi somente depois do conflito que elas passaram a ser usadas para isso, tanto que metade da adega pessoal de Hermann Göring, o segundo homem mais importante da Alemanha de Hitler, foi transferida para lá (a outra metade ficou na Crimeia). Hoje, 1,3 milhão de garrafas de mais de 600 marcas (incluindo aí não somente vinhos, mas também licores) estão descansando nos inúmeros corredores, que chegam a ter 7,5 metros de largura e 3,5 de altura, com profundidades que variam de 35 a 80 metros. Essas características mantêm o ambiente com temperatura constante entre 12 e 14°C e com humidade de 97 a 98%, ideal para a conservação das garrafas por longo tempo. Os túneis são tão grandes que podem comportar carros e é possível dirigir pelas "ruas", que possuem nomes das diversas variedades de uva. Mas, além de estocar vinhos, os túneis têm inúmeros "ambientes", com salas de degustação, reunião, de jantar, em diferentes estilos arquitectónicos e de decoração.



Em 1954, foi fundada a Cricova Oenotec, empresa vitivinícola moldava que usa cerca de 60 quilómetros dessas minas para seus próprios vinhos. Durante o regime soviético, os túneis de Cricova ficaram fechados para o público e apenas delegações de políticos e celebridades, como os presidentes Mikhail Gorbachev e o astronauta Iuri Gagarin, podiam acessá-la. Uma lenda diz que Gagarin, primeiro homem orbitar a terra, em 1961, visitou a adega em 1966 e só saiu dois dias depois escorado. Em 1967, a coleção de vinhos de Cricova foi considerada um símbolo da república socialista.

Mais recentemente, em 2007, em seu aniversário de 50 anos, o presidente russo Vladimir Putin também esteve nas caves da Cricova para celebrar. Curiosamente, seus túneis continuam crescendo, pois ainda hoje há escavações em algumas partes para a obtenção de calcário. Aliás, as primeiras escavações datam do século XV e começaram exatamente para obter cal para a construção da cidade de Chisinau.

AINDA MAIOR?
Não muito longe de Cricova, ainda na Moldávia, outra adega alega ser a maior do mundo. A vinícola Milestii Mici diz ter cerca de 200 quilómetros de túneis subterrâneos para guarda de vinhos, porém "apenas" 50 são usados para esse fim. Assim como sua "concorrente", essa cave antes era usada como mina de cal. Em agosto de 2005, o Guinness Book, o livro dos recordes, atestou que Milestii Mici possui a maior coleção de vinhos do mundo, com mais de dois milhões de garrafas estocadas.

Fonte: 

15 abril 2019

Movimento Confrádico das Ilhas da Região da Macaronésia participa no XIX Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira

O XIX Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira, que se realiza de 26 a 29 de Abril, contará com a presença de confrades da Confraria do Grogue de Santo Antão (Cabo Verde), da Confraria Gastronómica "Gastrónomos dos Açores" (São Miguel - Açores) e da Cofradia Vinos de Canárias (Tenerife).
As confrarias da Região da Macaronésia têm em comum a defesa e promoção da dieta e gastronomia atlântica.

Estreito de Câmara de Lobos, 15 de Abril de 2019.

Na Imprensa:

> Diário de Notícias da Madeira: Confrarias da Macaronésia participam no XIX Capítulo da Confraria Enogastronómica da Madeira

> JM-Madeira: XIX CAPÍTULO DA CONFRARIA ENOGASTRONÓMICA DA MADEIRA REALIZA-SE DE 26 A 29 DE ABRIL

14 abril 2019

Presença em Itália no "XIX Capítulo da Confraternita del Gorgonzola di Cameri"



A Confraria Enogastronómica da Madeira marcou presença no "XIX Capítulo da Confraternita del Gorgonzola di Cameri", que se realizou a 14 de Abril na localidade de Novara, em Piemonte, no Norte de Itália.

Estreito de Câmara de Lobos, 16 de Abril de 2019.
 






13 abril 2019

4º Episódio Do Programa "História Da Gastronomia Portuguesa"


A culinária está na moda, todos querem aprender a cozinhar e a preparar refeições requintadas... Mas, como é que tudo começou?

Portugal tem uma das gastronomias mais ricas do mundo, resultado de receitas e tradições acumuladas ao longo da nossa existência como nação.
Ao longo de seis episódios, seis Chef´s têm uma história para contar: a da Gastronomia Portuguesa.
Com o Chef Ljubomir Stanisic, o Chef Kiko Martins, o Chef Nuno Bergonse, a Chef Marlene Vieira, o Chef Diogo Noronha e a Chef Susana Felicidade viajamos pela nossa própria história, descobrindo e investigando livros antigos de culinária portugueses, desde as cozinhas reais às cozinhas comuns, do séc. XVI ao séc. XX.
Em cada episódio é analisado um século da história de Portugal através da gastronomia e hábitos da época. A protagonizá-lo está um dos Chef´s, que explora um livro de receitas publicado nesse século, com a ajuda de estudiosos e especialistas na matéria, que fazem o necessário enquadramento histórico, revelando curiosidades e factos. No final do episódio, o Chef escolhe uma receita do livro para recriar, respeitando os métodos e utilizando os respetivos ingredientes em cozinhas da época.

Neste episódio a Chef Marlene Vieira leva-nos à descoberta de uma parte incontornável da nossa história gastronómica: a doçaria conventual. Partindo de um manuscrito do século XVIII e da memória coletiva que preservou estas receitas, vamos descobrir como mulheres devotas aperfeiçoaram os mais requintados sabores à base de açúcar, amêndoa e ovos, que nos aguçam o paladar, despertam os sentidos e que viajaram dos conventos para o mundo, passando a fazer parte da identidade portuguesa.

Clique na imagem para ver o vídeo



Com tecnologia do Blogger.

 

© 2013 Confraria Enogastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top