30 abril 2012

Agradecimento de presença XII Grande Capitulo da AMC/CGM

Caro Grão Mestre

Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira,vem por este meio agradecer a presença da vossa Confraria no XII Grande Capítulo da
AMC/CGM que se realizou nos dias 27, 28 e 29 de Abril de 2012 na Região Autónoma da Madeira. 

VEINIMAILMA ÕNOGASTRONOOMIA VENNASKOND - Estónia.
CONFRARIA DA CHANFANA - Portugal.
CONFRARIA GASTRONÓMICA O BARCO RABELO - Portugal.
CONFRATERNITA ENOGASTRONOMICA ANTICHE TRADIZIONI VERONESI - Itália.
COFRADIA AMIGOS DEL NABO DE FOZ DE MORCIN - Espanha.
CONFRARIA DO VINHO DE FELGUEIRAS - Portugal.
CONFRARIA GASTRONÓMICA O MOLICEIRO - Portugal.
CONFRARIA GASTRONÓMICA DE OVAR - Portugal.
CONFRARIA DOS NABOS E COMPANHIA - Portugal.
 

E informar de que o XIII Grande Capítulo da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira realiza-se nos dias 26, 27 e 28 de Abril de 2013 na Região Autónoma da Madeira.
- dia 26 Jantar de boas vindas, 
- 27 Almoço e tomada de posse da nova Direçao para triénio 2013-2016, 
- 28 Cerimonia Capitular.


 http://amc-cgm.blogspot.com

Gregório J.S.Freitas        Região Autónoma da Madeira

29 abril 2012

Comunicação de Gregorio J.S.Freitas no XII Grande Capitulo da AMC/CGM


 XII Capítulo

Confraria Gastronómica da Madeira

Sra. Presidente da Federação, Dra. Madalena Carrito
Sras. e Srs. Confrades,
Ilustres Convidados,
Amigas e Amigos,


1- Constitui para mim uma enorme honra estar aqui, pelo décimo segundo ano consecutivo, a dar boas vindas às confrarias e entidades presentes.
Têm sido anos de grande dedicação e trabalho mas também de grande satisfação por sentir que a Confraria da Madeira mantém uma actividade permanente e continua a ser participante activa na vida do movimento confrádico;

2- Apesar de estar satisfeito com o trabalho desenvolvido, gostava de convidar os nossos confrades a assegurarem uma maior participação nas actividades da Confraria e pedir mais participação dos mesmos nas presenças nos convites feitos pelas outras confrarias que muito se esforçam para cá estarem;

3- Como disse, é já há doze anos que presido à Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira e chegou a altura de dizer claro que a confraria necessita de um novo ciclo, com novas pessoas que assumam responsabilidades, pois se tal não acontecer a confraria corre o risco de cair num marasmo que pode criar grandes dificuldades para o futuro;

4- A confraria não terá futuro se os confrades continuarem ausentes e a espera que meia dúzia decidam tudo e façam o trabalho de todos.

5- Acreditamos que, apesar de tudo, a confraria já é uma marca da Madeira na promoção e defesa da herança cultural e gastronómica do Arquipélago no resto do território português e na Europa. Por isso os actuais e os novos confrades devem pensar nos compromissos que assumiram ou vão assumir. Queremos que "toda a gente fale de nós, mas não queremos que a confraria esteja na boca de toda a gente". Por essa razão pedimos que a representem com muita dignidade. A Madeira e o movimento confrádico agradecem uma atitude simpática e ao mesmo tempo responsável.

Quero aproveitar este momento solene para deixar uma palavra sobre o movimento confrádico nacional. As palavras que se seguem não resultam de um acto de inspiração pessoal. São o resultado da reflexão que muitos de nós temos feitos e que eu assumo como sendo uma proposta da confraria da Madeira para todo o movimento confrádico nacional.


6- Como a Sra. Presidente bem sabe, a Confraria da Madeira tem apoiado e vai continuar a apoiar a actual direcção da FPCG. A Dra. Madalena Carrito e a sua equipa têm desenvolvido um trabalho de grande mérito, do qual não temos muitas vezes a verdadeira percepção. A Dra. Madalena soube criar a Federação, prestigiá-la e organizá-la.

Com a mesma franqueza com que falamos sobre a nossa vida interna, também queremos dizer claramente que defendemos que o movimento confrádico nacional e mesmo internacional terá de evoluir, pois se continuar como está corre o risco de cair na estagnação.

Aqui há uns meses o nosso movimento foi convidado a participar, e participou com gosto, num grande evento que pôs todo o país a falar da gastronomia portuguesa.
Foi um evento com qualidades e defeitos, que nos deixou muitas lições para o futuro. Mostrou que pode ser criada uma marca da gastronomia, e nós acreditamos que essa marca pode ser nossa e ter a nossa garantia de qualidade.
As confrarias gastronómicas portuguesas possuem um saber sobre a tradição gastronómica que mais ninguém tem. Podemos e devemos rentabilizar esse conhecimento único. Nós sabemos que quem traz à nossa mesa os produtos, como é que são feitos, onde é que são produzidos, por quem são produzidos, do Minho ao Algarve, nos Açores e na Madeira.
A gastronomia tradicional é um legado de séculos e não vai ser uma crise, mais ou menos longa, que a vai destruir.
As confrarias todas deviam incentivar a Federação a lançar-se, ela própria, na criação do grande evento da gastronomia portuguesa.
Para isso seria necessário registar uma marca, negociá-la e tratá-la em moldes altamente profissionais.
A Federação, e bem, conseguiu obter um estatuto de parceiro social.
Com a ajuda de todas as confrarias sócias, a Federação poderá também constituir-se um forte parceiro comercial, de tal modo que possa assegurar o financiamento autónomo das suas actividades e ainda colaborar, em termos profissionais e sempre que solicitada para o efeito, na programação, divulgação e realização dos eventos das confrarias, no respeito pelas especificidades de cada uma.
Queremos ser um parceiro social e comercial, ter uma marca, ter capacidade para participar na realização de grandes eventos e ter uma equipa profissional mais vasta capaz de responder às exigências do desafio.
As próximas eleições para a Federação são uma incógnita. São sobretudo uma oportunidade para acrescentar uma nova visão positiva para o movimento confrádico ao bom trabalho já realizado e sem o qual não poderia ser dado o salto que aqui propomos.
Queremos uma Federação ainda mais forte, mais actuante, que una ainda mais as confrarias, que tanto sabem de gastronomia e tanto podem dar a si próprias e ao país.

7- Queremos fazer deste momento uma ocasião para propostas positivas. Lamentamos que haja confrarias nacionais (poucas, é verdade) que na Europa tenham prazer em denegrir a maioria das confrarias Portuguesas e que tentam transformar o Movimento Confrádico Português num apêndice de interesses suspeitos, que de confrádicos nada tem.

8- Na presença de convidados estrangeiros, quero dizer que temos todo o interesse em fomentar relações de intercâmbio entre confrarias e federações de outros países, sejam da Europa ou de outros pontos do mundo. Não escondemos que temos um particular carinho pelos nossos amigos confrades de Cabo Verde, onde temos feito questão de estar presentes em todos os capítulos das suas confrarias;

9- A todos deixo uma palavra de gratidão pela vossa presença…

Comunicação de Gregorio J. S. Freitas no XII Grande Capítulo da AMC/CGM em 29 de Abril de 2012.

27 abril 2012

XII Grande Capitulo da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira



XII Grande Capitulo da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira
                                                  
Região Autónoma da Madeira

 
Programa provisório,as datas são fixas mas o programa esta sujeito a alterações.

27 de Abril de 2012 (Sexta-Feira) Jantar de boas vindas as 20h30.

28 de Abril de 2012 (Sábado) Concentração dos Confrades e acompanhantes ás 07h30 no Porto de embarque para a Ilha do Porto Santo.

        08h00    Embarque no barco Lobo Marinho
        10h30    Chegada ao Porto Santo
        12h00    Porto Santo de Honra na Câmara Municipal do Porto Santo
        13h00    Almoço num Restaurante na Cidade Vila Baleira e uma pequena visita a Ilha do Porto Santo

        19h00    Embarque no Barco Lobo Marinho com destino a Ilha da Madeira
        19h30    Jantar no Restaurante do Barco Lobo Marinho
        21h30    Chegada ao Funchal.

29 de Abril de 2012 (Domingo) Concentração dos Confrades com Traje ás 10h00 no Mercado Municipal do Estreito.

       10h15 Madeira de Honra
       10h30 Desfile pelo Centro da Vila do Estreito de Câmara de Lobos
       11h00 Missa na Igreja Matriz do Estreito de Câmara de Lobos
       12h30 Cerimonia Capitular no Centro Cívico do Estreito
       14h00 Almoço Confradico.

30 de Abril de 2012 ( Segunda-Feira ) Passeio turístico pela Ilha da Madeira e Almoço.

Nota: No dia 28 (Sábado) é obrigatório o uso do traje
          Estamos ainda a negociar o valor das estadias para o evento.

Saudações gastronómicas
Gregório Freitas

Contactos:
+351 917547094 - Gregório Julião
+351 965014491 - Alcides Nobrega
+351 912252812 - Olga Mendes       
email: confrariagastronomica@gmail.com
          gregoriusteimosus@gmail.com
Com tecnologia do Blogger.

 

© 2013 Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top