31 janeiro 2015

Mapa De Eventos 2014/2015 (Actualizado)


A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica  da Madeira pede a participação dos confrades nos Capítulos das confrarias nacionais e internacionais, sendo esta participação um acto de promoção da herança cultural, gastronómica e baquica da Região Autónoma da Madeira e do seu destino turístico.

MAPA DE EVENTOS 2015

Eventos da FPCG
Assembleia Geral Ordinária da FPCG – 28 de Março

Capítulos de Confrarias Federadas – 2015

14 de Fevereiro – VI Capítulo da Confraria do Bucho Raiano.
21 de Fevereiro - Confraria do Mel.
21 de Fevereiro - XXVI Capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital. 
8 de Março – Confraria Gastronómica “As Saínhas”. 
14 de Março – Confraria Gastronómica de Sever do Vouga.
21 de Março - XII Capítulo da Confraria da Lampreia de Penacova.
21 de Março – X Capitulo da Confraria do Bolo de Ançã.
11 de Abril - VII Capítulo da Confraria dos Aromas e Sabores Raianos.
18 de Abril – Confraria das Almas Santas da Areosa e do Leitão.
24; 25; 26 de Abril (cerimónia capitular) e 27 de Abril – XV Capítulo da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira.
9 de Maio – III Capítulo da Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso.
9 de Maio – Confraria do Queijo do Rabaçal.
16 de Maio - VIII capítulo da Confraria do Pinhal do Rei - Leiria.
17 de Maio - Confraria Gastronómica de Almeirim.
20 de Junho – IV Capítulo da Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar.
27 de Junho -  Confraria da Broa de Avintes.
4 de Julho - IX Capítulo da Confraria do Velhote.
25 de Julho – Confraria do Bodo.
26 de Setembro - IX Capitulo da Confraria das Papas de S. Miguel.

Outros eventos
29 Janeiro a 1 Fevereiro – II Rota Gastronómica do Javali em Macedo de Cavaleiros.
1 de Fevereiro – Confraria do Javali – Macedo de Cavaleiros
1 de Fevereiro – I Encontro de Confrarias dos produtos da Terra. Macedo de Cavaleiros.
28 de Fevereiro – II Capítulo da Confraria dos Rojões da Bairrada com grelo e batata à Racha.
7 de Março - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu-Águeda.
22 de Março – Confraria da Geropiga de Moinhos.
11 de Abril – Confraria dos amigos do Negalho e da freguesia de Almalaguês.
12 de Abril - VII Grande Capitulo da - Confraria do Grog de Santo Antão - Cabo Verde 
9 de Maio - Confraria dos Sabores da Fava.
31 de maio - Confraria do Torricado com Bacalhau

29 janeiro 2015

Academia das Carnes declina convite para estar em Feira Internacional de Gastronomia em Madrid


A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira foi convidada pela Expourense, organismo presidido pelo Conselleiro de Economia e Industria da Xunta da Galícia, D. Francisco Conde Lopez, a estar presente no dia 29 de Janeiro na apresentação do 16.º Salón Internacional de Turismo Gastronómico, na Feira Internacional de Turismo - FITUR que se realiza na capital espanhola. 

Infelizmente por falta de disponibilidade dos membros da direção da AMC/CGM não foi possível a presença da Confraria Gastronómica da Madeira nesta feira. No entanto a direção da Confraria já se comprometeu a estar na FITUR em 2016, pois não temos dúvidas de que a presença da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira e da Confraria do Vinho Madeira em Feiras de Turismo Internacionais são uma mais valia na promoção do Destino Madeira. 

A Direcção da AMC/CGM
Estreito de Câmara de Lobos, 29 de Janeiro de 2015

26 janeiro 2015

Confraria Gastronómica presente em programa da RTP1


A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira esteve hoje, 26 de Janeiro,  presente no programa televisivo "Agora Nós", da RTP 1, onde defendeu a pesca e a comercialização do peixe "Gata". 

No programa o Chef Octávio Freitas apresentou duas das tradicionais formas de executar este peixe e o Vice-presidente da Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira, Alcides Nóbrega, falou da importância do peixe e da falsa questão da pesca deliberada do mesmo uma vez que é uma captura acessória do peixe-espada preto.
A decisão de Bruxelas de proibir a comercialização da Gata de Câmara de Lobos, cuja proibição entrou em vigor a 01 de janeiro de 2015, tem causado grande polémica em Câmara de Lobos, pois esta espécie é uma das iguarias culinárias típicas, servida como "dentinho" (petisco) para acompanhar a tradicional poncha. 


Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=aUZ7oUrm6w8


23 janeiro 2015

Direcção louva Plano Estratégico do Turismo


A direcção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira louva e subscreve o Plano Estratégico do Turismo para a RAM da ACIF/CCIM. É fundamental numa Região como a nossa que precisa de se promover e valorizar o patrimônio cultural e natural. No entanto, não deixa de lamentar que, por exemplo, o menu apresentado para o almoço deste evento não contemplasse as nossas raízes gastronómicas. Uma ementa que podia ser apresentada em França, Bélgica ou mesmo no Luxemburgo. Ora, num evento como o que foi realizado, a gastronomia Madeirense devia ser promovida e valorizada. 

21 janeiro 2015

AMC/CGM presente no programa 'Agora Nós' da RTP1


A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira informa que estará presente na próxima segunda-feira, 26 de Janeiro, no programa "Agora Nós" da RTP 1. 

A AMC/CGM irá promover e defender a referencia gastronómica "a gata, ou como é mais conhecido, o bacalhau de Câmara de Lobos" que está proibido pela União Europeia desde o 1º de Janeiro de 2015. 

Fazemos saber de que o Dr. Pedro Coelho, presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos,  estará presente neste mesmo programa.

20 janeiro 2015

Direcção da AMC/CGM organiza deslocação a Bruxelas


A direção da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira está a organizar a sua deslocação a Bruxelas (Bélgica) para o início de Julho onde tenciona manifestar-se a favor da defesa de uma referencia gastronómica e cultural da Região Autónoma da Madeira, "a Gata". 

A direção da AMC/CGM congratula-se com as iniciativas em defesa da "Gata" feitas pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos e pelo Governo Regional da Madeira. 

Fazemos saber que nos próximos dias iremos entrar em contacto com o Ministério da Agricultura e Pescas (Portugal) e com os responsáveis europeus das pescas em Bruxelas, com o objectivo da defesa de uma herança cultural gastronómica de um povo.

A direção da AMC/CGM
Estreito de Câmara de Lobos, 20 de Janeiro de 2015

19 janeiro 2015

Festa do Panelo em Londres

Entrevista com o representante da Confraria Gastronómica da Madeira durante a Festa do Panelo, no Restaurante Mar Azul, em Londres:

Clique aqui para visualizar o vídeo









Direcção de Pescas tenta manter ‘gata’

Regulamentos europeus proíbem a ‘gata’, mas há promessas para contrariar a ideia.


A Direcção de Pescas da Madeira está a estudar mecanismos e técnicas para afastar os tubarões de profundidade, vulgarmente designados por ‘gata’, dos anzóis do peixe-espada, para contornar a proibição de captura imposta este ano pela União Europeia (UE).
A decisão de Bruxelas tem causado grande polémica em Câmara de Lobos, o concelho vizinho do Funchal a oeste, pois esta espécie é uma das iguarias culinárias típicas, servida como “dentinho” (petisco) para acompanhar a tradicional poncha (bebida).
“Apuraram-se várias técnicas, os pescadores sabem perfeitamente quais são e é preciso comunicá-las à UE, para mostrar que estamos a fazer esforços para diminuir a captura destas espécies”, sublinhou o director regional, Luís Ferreira.
Até à entrada em vigor da proibição, a 1 de Janeiro de 2015, a Madeira beneficiou de um regime de excepção. A pesca de tubarões de profundidade (que são inofensivos para as pessoas e podem atingir 1,5 metros de comprimento) era permitida no âmbito da faina do peixe-espada, já que estes mordem os mesmos anzóis.
A UE aceitava o facto de ser artesanal, acessória e tradicional em Câmara de Lobos, onde a ‘gata’ é referência gastronómica, atracção turística e suporte financeiro dos pescadores.
A frota de Câmara de Lobos, com 22 barcos, estava autorizada a descarregar 5% de tubarão de profundidade inserido no total anual da quota de peixe-espada, actualmente de 3.141 toneladas.
O pescador Eleutério Abreu sabe bem quanto vale a ‘gata’: “Na lota, o preço corre a 1,5 euros ao quilo e o óleo é vendido a 600 euros cada bidão. Como é que vai ser, agora que tiram esta parte do nosso rendimento?”, questionou.
E explicou: “A ‘gata’ vem por acaso nos anzóis e chega morta ao barco. Não a podemos trazer para terra, mas também não a vamos deitar a perder. Vamos usá-la como isco, é isso que vamos fazer”.
Nos restaurantes junto à baía de Câmara de Lobos também impera a contrariedade. Atrás do balcão de um snack-bar, José Manuel salientou: “Não vejo lógica em acabar com isto. Será triste vir tomar uma poncha e não ter um ‘dentinho’ de ‘gata’ em cima da mesa”.
Também o presidente da câmara, Pedro Coelho (PSD), está do lado dos pescadores e comerciantes. “Vamos fazer tudo por tudo para mostrar às entidades competentes que o regime de excepção tem de continuar, porque a ‘gata’, além de ser uma fonte de rendimento, é uma marca deste concelho”, disse.
A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira (com sede em C.ª de Lobos) revelou uma posição mais radical ao mostrar-se disponível para organizar uma manifestação em Bruxelas.
Regulamento apertado
Segundo o regulamento de proibição, os últimos pareceres científicos indicam uma “exploração insustentável” dos tubarões de profundidade e que as principais espécies comerciais estão “depauperadas”, defendendo uma redução da pesca até que se registe uma “tendência positiva”.
Os argumentos não convencem o director da Estação de Biologia Marinha do Funchal, Manuel Biscoito, que diz que as medidas de gestão de recursos e preservação de espécies têm que ser “exequíveis”. “Na prática, a pesca do peixe-espada preto não vai acabar e, não sendo possível descarregar o tubarão, que é capturado nos mesmos aparelhos, significa que ele vai continuar a ser apanhado e deitado borda fora”, disse, considerando que a medida será ineficaz e não permitirá quantificar o impacto da pesca sobre tais espécies.
Na Madeira, estão referenciadas pelo menos 15 espécies de tubarões de profundidade, que vivem entre os 800 e 2.000 metros. São vulneráveis porque têm crescimentos lentos e longevidades grandes. ‘Gata’ é o nome vulgar de uma das espécies - curiosamente, a menos comum.
Artigo publicado no Diário de Notícias da Madeira - 19 Janeiro 2015

16 janeiro 2015

Preços para Hotéis - 23 a 28 de Abril

XV Capítulo Da Academia Madeirense Das Carnes/Confraria Gastronómica Da Madeira

Preços válidos para a época de 23 a 28 de Abril 2015. Os preços são por dia e quarto com pequeno-almoço incluído, com a excepção do hotel VidaMar. 

Hotel Madeira – 3 estrelas
Duplo com balcão BB - 67,00€
Single BB - 58,00€

Hotel Orquídea – 3 estrelas
Duplo BB - 61,00€
Single BB - 46,00€

Hotel Alto Lido – 4 estrelas
Duplo vista mar lateral  BB  - 70,00€
Single vista mar lateral BB - 64,00€
Studio com kitchenette vista mar lateral BB - 88,00€
Single com kiychenette vista mar lateral BB - 80,00€
Junior suite vista mar duplo BB - 84,00€
Júnior suite vista mar individual - 76,00€

Pestana Palms – 4 estrelas
Studio duplo BB - 102,00€
Studio superior duplo BB - 126,00€
Studio individual BB - 93,00€

Porto Mare Hotel – 4 estrelas   
Studio duplo BB - 115,00€
Studio vista mar duplo BB - 129,00€
Studio superior duplo BB - 140,00€

Hotel Vida Mar  - 5 estrelas
Duplo vista jardim/mar lateral meia pensão - 170.00€
Duplo superior vista mar meia pensão - 200,00€

Pestana Casino Park hotel & Casino  - 5 estrelas
Duplo BB vista montanha – 102,00€
Single BB vista montanha  - 90,00€
Duplo BB vista  jardim  – 113,00€
Single BB vista  jardim  - 100,00€
Duplo BB vista  mar  – 134,00€

15 janeiro 2015

Confraria madeirense marca presença em vários Capítulos durante Janeiro


A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira informa que irá estar presente no dia 24 de Janeiro no Capítulo da Confraria do Bacalhau, em Aveiro, a 1 de Fevereiro no Capítulo da Confraria do Javali, em Bragança, a 5 de Fevereiro no Capítulo da Cofraria de La Morcilla de Beasain (País Basco), em Espanha, a 14 de Fevereiro no Capítulo da Confraria do Bucho Raiano, na Guarda, a 21 de Fevereiro no Capítulo da Confraria do Mel, em Bragança, a 21 no Capitulo da Confraria do Queijo da Serra da Estrela e por fim a 22 de Fevereiro no Capítulo da Orden del Cuto Divino (Navarra), em Espanha. 

11 janeiro 2015

XV Capítulo da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira

(Programa provisório - 24, 25, 26 e 27 de Abril 2015) 

Sexta-feira, 24 de Abril 
- 20h00: Jantar de boas vindas (lugar a informar). 

Sábado, 25 de Abril 
- 10h00: Concentração dos confrades com traje no Largo D. Manuel I (em frente da Catedral), Funchal. 
- 11h00: Deslocação em catamarã para a cidade de Câmara de Lobos. 
- 12h00: Madeira de Honra. 
- 14h00: Almoço (lugar a informar). 
- 20h00: Jantar (lugar a informar). 

Domingo, 26 de Abril  
- 10h00: Concentração dos confrades com traje na Praça do Mercado Municipal do Estreito de Câmara de Lobos. 
- 11h00: Missa na Igreja de Nossa Senhora da Graça (Estreito Câmara de Lobos). 
- 13h00: Cerimónia Capitular no Centro Cívico do Estreito. 
- 14h30: Almoço de confraternização. 

Segunda-feira 27 de Abril 
- 09h30: Passagem de autocarro pelos hotéis, início de uma pequena viagem por várias localidades da Madeira, almoço típico e regresso a cidade do Funchal. 

Valor por pessoa 
Jantar de sexta-feira - 35,00 euros
Almoço de sábado - 35,00 euros
Jantar de sábado - 35,00 euros
Almoço de domingo - 50,00 euros
Almoço de segunda-feira - Grátis

P.S.: O programa está sujeito a alterações, mas as datas são fixas o valor da viagem de catamarã não está incluído. 

Contactos 
Gregório Freitas - 00351 917547094 // 00351 291 945322
Alcides Nobrega - 00351 967492723
Marcio Ribeiro - 00351 963129118
Olga Mendes - 00351 924030562

XV Big Chapter The Madeiran Meat Academy / Madeira Gastronomic Brotherhood

XV Big Chapter
The Madeiran Meat Academy / Madeira Gastronomic Brotherhood

Madeira Autonomous Region - 24, 25, 26 and 27 of April of 2015


April 24, (Friday)
8.00 pm - Welcome dinner (will be announced soon).


April 25, (Saturday)
10.00 a.m - Gathering of brotherhoods with costume at the square in front Funchal Cathedral.

11.00 a.m. - Trip in catamaran* to Câmara de Lobos City.
                             
12.00 a.m. - Honorable reception with Madeira Wine.
                              
2.00 a.m - Lunch (place will be announced soon).
                              
8.00 p.m. - Dinner (place will be announced soon).


April 26, (Sunday)
10.00 a.m - Gathering of brotherhoods with costume at the Estreito de Câmara de Lobos
     
10.30 a.m. - Parade at the Village Center of Estreito de Câmara de Lobos to the Church.

11.00 a.m. - Mass in the Parish Church of Estreito de Câmara de Lobos.

1.00 p.m. - XV Big Chapter Ceremony at the Civic Center of Estreito de Câmara de Lobos

2.30 p.m. - Brotherhood Lunch.

April 27, (Monday)
9.30 a.m. - Bus start  turn around guest hotels to take them for a short drive across multiple locations in Madeira Island with typical lunch included then return to Funchal.


Note:  (*the trip in catamaran isn't included in the value)        
Value per person:
Dinner Friday - 35.00 EUR
Saturday lunch - 35.00 EUR
Dinner Saturday - 35.00 EUR
Sunday lunch - 50.00 EUR
Lunch Monday - Free


Gregório Freitas - 00351 917547094 // 00351 291 945322
Alcides Nobrega - 00351 967492723
Olga Mendes - 00351 924030562

Academia Madeirense de Carnes presente em encontro de confrarias nas Astúrias

A Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira esteve presente, este sábado, no XI Capítulo da Cofradia Amigos del Nabo de la Foz de Morcin-Astúrias, em Espanha.

Notícia on-line do Diário de Notícias da Madeira, a 11 de Janeiro de 2015. 


10 janeiro 2015

Presença no XI Capítulo da Cofradia Amigos del Nabo de la Foz de Morcin

Presença da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira no XI Capítulo da Cofradia Amigos del Nabo de la Foz de Morcin, nas Astúrias, a 10 de Janeiro de 2015. 




Mapa De Eventos 2014/2015 (Actualizado)



















A direção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica  da Madeira pede a participação dos confrades nos Capítulos das confrarias nacionais e internacionais, sendo esta participação um acto de promoção da herança cultural, gastronómica e baquica da Região Autónoma da Madeira e do seu destino turístico.

MAPA DE EVENTOS 2015
»  Assembleia Geral Ordinária da FPCG – 28 de Março

Capítulos de Confrarias Federadas 2015


»  10 de Janeiro - Confraria da Fogaça da Feira.
»  24 de Janeiro - IV Capítulo da Confraria dos Sabores da Abóbora.
»  24 de Janeiro - Confraria Gastronómica do Bacalhau.
»  25 de Janeiro - Confraria do Vinho de Lamas.
»  14 de Fevereiro - VI Capítulo da Confraria do Bucho Raiano.
»  21 de Fevereiro - Confraria do Mel.
»  21 de Fevereiro - XXVI Capítulo da Confraria do Queijo Serra da Estrela - Oliveira do Hospital.
»  8 de Março - Confraria Gastronómica “As Saínhas”.
»  14 de Março - Confraria Gastronómica de Sever do Vouga.
»  21 de Março - XII Capítulo da Confraria da Lampreia de Penacova.
»  11 de Abril - VII Capítulo da Confraria dos Aromas e Sabores Raianos.

»  24; 25; 26 de Abril (cerimónia capitular) e 27 de Abril – XV Capítulo da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira.
»  9 de Maio - III Capítulo da Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso.
»  9 de Maio - Confraria do Queijo do Rabaçal.
»  16 de Maio - VIII Capítulo da Confraria do Pinhal do Rei - Leiria.
»  20 de Junho - IV Capítulo da Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar.
»  27 de Junho - Confraria da Broa de Avintes.
»  4 de Julho - IX Capítulo da Confraria do Velhote.
»  25 de Julho - Confraria do Bodo.

»  26 de Setembro - IX Capítulo da Confraria das Papas de S. Miguel.

Capítulos de Confrarias Não Federadas 2015
» 28 de Fevereiro - II Capítulo da Confraria dos Rojões da Bairrada com grelo e batata à Racha. 

» 7 de Março - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu-Águeda.
» 22 de Março - Confraria da Geropiga de Moinhos.
» 11 de Abril - Confraria dos amigos do Negalho e da freguesia de Almalaguês.
» 12 de Abril - VII Grande Capitulo da CONGROG - Confraria do Grog de Santo Antão - Cabo Verde. 
» 9 de Maio - Confraria dos Sabores da Fava. 

06 janeiro 2015

Defesa da pesca da 'gata'



Academia das Carnes/Confraria Gastronómica contesta decisão europeia


A direcção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira fez saber, ontem, através de comunicado, que apoia a decisão da Câmara Municipal de Câmara de Lobos em não acatar a proibição da pesca e comercialização da gata decretada pela União Europeia.
“A gata é uma referência gastronómica do povo de Câmara de Lobos e da Madeira e que deve ser defendida em Bruxelas pelo município de Câmara de Lobos e pelo Governo Regional”, adianta.
E refere que já tinha conhecimento que há cerca de 2 ou 3 anos Bruxelas tencionava proibir nos mares da Madeira a pesca da gata, “o que agora vem provar um total desconhecimento da realidade da pesca madeirense pelos responsáveis da decisão”.
Diz ainda estar disponível para organizar um evento gastronómico (com a gata) com várias confrarias belgas na cidade de Bruxelas como protesto da respectiva proibição.
Artigo publicado no Diário de Notícias da Madeira - 6 Janeiro 2015

Governo quer convencer União Europeia a permitir a captura de peixe gata na Madeira

O Governo Regional quer convencer a União Europeia a permitir a captura de peixe gata nos mares da Madeira. Os pescadores de Câmara de Lobos contestam a proibição por Bruxelas. 
A Confraria Gastronómica da Madeira não exclui uma manifestação à porta do parlamento europeu.

Reportagem do Telejornal da RTP-Madeira, 5 de Janeiro de 2015: 

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=5-34Ks8YeeE&feature=youtu.be



05 janeiro 2015

AMC/CGM contra proibição da pesca e comercialização da 'gata' decretada pela União Europeia




A Direcção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira faz saber de que apoia a decisão da Câmara Municipal de Câmara de Lobos em não acatar a proibição da pesca e comercialização da 'gata' decretada pela União Europeia. 
A 'gata' é uma referência gastronómica do povo de Câmara de Lobos e da Madeira e por isso deve ser defendida em Bruxelas pelo Município de Câmara de Lobos e pelo Governo Regional da Madeira. 

A direção da AMC/CGM tinha conhecimento, há cerca de 2 ou 3 anos, que Bruxelas tencionava proibir nos mares da Madeira a pesca da 'gata', o que agora vem provar um total desconhecimento da realidade da pesca madeirense pelos responsáveis da decisão. 

Se for necessário, poderemos organizar um evento gastronómico (incluído o uso da 'gata') com várias confrarias belgas na cidade de Bruxelas como protesto pela respectiva proibição. 

A direção da AMC/CGM 
Estreito de Câmara de Lobos, 5 de Janeiro de 2015. 

04 janeiro 2015

Confraria Gastronómica da Madeira detectou venda de produtos com receitas adulteradas

A Confraria Gastronómica da Madeira critica os estabelecimentos que vendem produtos regionais adulterando as receitas tradicionais. 
Poncha, sem aguardente, e outras variedades de peixe vendidas como peixe-espada preto são algumas das alterações que foram encontradas pela Confraria, que propõe uma entidade reguladora. 

Reportagem do Telejornal da RTP-Madeira, 3 de Janeiro de 2015: 

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=AIvwOvpPDkk&feature=youtu.be

03 janeiro 2015

“Inovar não é adulterar” os produtos regionais



Confraria alerta para a venda de produtos regionais sem qualidade


Contra a precária e até mesmo má qualidade de produtos gastronómicos tidos como tradicionais da Região que estão a ser comercializados em espaços públicos, a direcção da Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira, emitiu ontem um comunicado a denunciar a realidade adulterada de vários ‘sabores’ que estão a ser vendidos como sendo tradicionais.
O propósito desta denúncia pública, segundo Gregório Freitas, presidente da Confraria, mais do que despertar consciências, visa “sobretudo alertar as autoridades regionais para a necessidade de uma intervenção efectiva condizente com a gravidade da situação”. Tanto assim é que acusa alguns dos espaços públicos de estarem “a venderem ‘gato por lebre”.
Recusou publicamente indicar os “muitos locais” onde foram (com)provadas as adulterações que prejudicam seriamente a imagem da gastronomia típica madeirense, confirmando apenas que tal também se verifica “em algumas das barraquinhas colocadas na Placa Central da Avenida Arriaga”.
Em relação às anomalias gastronómicas detectadas, apontou o exemplo da “carne de vinha d’alhos sem gordura, ou sem qualquer sabor a alho ou mesmo a vinho” e “a poncha de laranja vendida como poncha regional”, assegurando que “isto é adulterar a gastronomia tradicional”. Que garante afectar outras iguarias, como o bolo-do-caco e particularmente os licores. Nesta última iguaria, mencionou o exemplo que encontrou de um licor dito de noz, que em vez da tradicional coloração escura “até dava para ver o sol do outro lado da garrafa”.
É contra este estado de coisas e em defesa dos pratos típicos da gastronomia madeirenses que ‘o confrade mor’ protesta em nome da associação que lidera.
A confraria/academia lamenta que, nas festas de Natal e de Fim de Ano, em muitos lugares, a herança cultural gastronómica não foi tratada com o devido respeito que deveria merecer. Denuncia que “foram apresentados nesses lugares públicos, a madeirenses e a visitantes licores, poncha, bolo de mel, carne vinho d’alhos com muita pouca ou mesmo nenhuma qualidade”.
Na mesma exposição pública é defendida também a criação de uma Direcção Regional do Vinho e Gastronomia e a “elevação da gastronomia madeirense a Património Cultural Regional”.
Porque a Confraria Gastronómica da Madeira “não tem poder para intervir”, Gregório Freitas esclareceu entretanto a DIÁRIO que a razão deste comunicado é a de “chamar a atenção de quem pode e deve intervir em defesa da nossa gastronomia”, reclamou. Que diz ser “o segundo sector económico mais importante para a Região”, reforçou.
Espera agora que alguma coisa seja feita no sentido de “corrigir o que está mal”. “Se não for já amanhã, que seja para a próxima semana, daqui a um mês, ou mesmo pró ano”.
Defensor da gastronomia típica, admite contudo que esta possa também ser inovada, com a introdução de novidades, mas nunca adulterada, como diz estar a acontecer, por viciar dolosamente a qualidade da coisa, com a introdução de ‘ingredientes’ que normalmente passam despercebidos. Daí a conclusão: “Inovar sim, mas não adulterar”.
O ano “ideal para a renovação”
Fundada a 30 de Abril de 2000, a Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira desde sempre que vem sendo presidida por Gregório Freitas. Prestes a completar década e meia de liderança, o confrade número 1 revelou contudo ao DIÁRIO que não deverá completar os 15 anos de presidência. Em causa o XV Grande Capítulo Academia Madeirense das Carnes/Confraria Gastronómica da Madeira que se realiza de 24 a 27 de Abril, onde espera seja ‘eleito’ um novo responsável.
No blog desta associação, Gregório Freitas escreveu ontem que “o ano de 2015 é ideal para a renovação, afirmação, da identidade e do querer da confraria, pois teremos um novo governo, novos protagonistas, novas opções da mais variada ordem. Quanto a mim, não tenho medo de ser simplesmente um confrade e com o número 1 dos confrades de número/efectivo”.
Artigo por Orlando Drumond, Diário de Notícias da Madeira - 3 Janeiro 2015
Com tecnologia do Blogger.

 

© 2013 Academia Madeirense das Carnes - Confraria Gastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top