03 setembro 2021

Confraria Enogastronómica da Madeira recebe videira mais antiga do mundo



A Confraria Enogastronómica da Madeira esteve presente na Eslovénia, na passada semana, onde recebeu o excerto da videira mais antiga do mundo e o respetivo certificado das mãos do presidente do Município de Maribor, Sašo Arsenovičem, e do zelador desta planta centenária, Stanet Kocutar.

A Confraria havia sido uma das 5 instituições contempladas com esta doação em março deste ano, mas em virtude da situação pandémica não foi possível realizar a tradicional cerimónia pública de entrega, que ocorre habitualmente em abril.

O presidente de Maribor manifestou o seu contentamento pelo excerto ir morar no meio do Atlântico, na Ilha Madeira, terra que conhece, em particular, pela qualidade dos seus vinhos.

Os confrades madeirenses felicitaram a abertura da cidade de Maribor, em partilhar este património e por promover desta forma a solidariedade, a fraternidade e a paz entre os povos.

Estes prontificaram-se a cuidar muito bem deste descendente da antiga videira e a dar a conhecer na Região a história desta planta com mais de 450 anos, ficando em aberto a possibilidade de novos intercâmbios, nomeadamente a participação de produtores de vinhos de ambas regiões nos eventos vínicos das mesmas.

Ainda no decorrer desta deslocação, a comitiva madeirense reuniu-se com a sua congénere eslovena, a Združenje Slovenskega Reda Vitezov Vin, onde deu a conhecer e a provar diversos produtos 'made in Madeira'. A saber: o histórico Vinho Madeira, e a sua origem no "Vinho da Roda", a recente aposta nos vinhos tranquilos, brancos, rosés e tintos e, por fim, os legados do ciclo do açúcar, nomeadamente o rum agrícola da Madeira e o conventual bolo de mel, que delicia os madeirenses, em particular no Natal.

Com todos estes motivos, os madeirenses exortaram os eslovenos a uma futura visita à Região, para verem in loco o desenvolvimento do pé de vinha doado.

Fonte: JM-Madeira

Na Imprensa: 


01 setembro 2021

CEM marcou presença na República Checa


A Confraria Enogastronomica da Madeira marcou presença no evento da Ordo Equestris Vini Europa-República Checa, que se realizou em 28 de Agosto, na cidade de Mikulov. 

Após uma pausa involuntária de um ano, a Festa do Cavaleiro foi realizada em Mikulov. Foi excepcional não só com a participação do representante supremo da Ordem Europeia dos Cavaleiros do Vinho, que é o Magister Generalis Cônsul Primus Senatus Prof. Alfred R. Tombor Tintera, mas também estabelecendo um novo legado em Brno e apresentando seus dois Legados - Egues de Vojtěch Bartoš e Eques de Petr Havliš. Durante a celebração, novos membros também foram aceitos e alguns, merecidamente, promovidos. Eques Branko Černý e Consiliarus de vino Bronislav Vajbar foram agraciados com a Medalha Signum Honoris por suas atividades de caridade.




27 agosto 2021

Convite · Grande Capítulo 2021

 EN · Invite | FR · Invitation 



Digníssimas Confrarias, Prezados Confrades, Amigos


A Confraria Enogastronómica da Madeira faz votos que apesar das contingências atuais se encontrem bem e de boa saúde!


É com grande honra que vos convidamos para o Grande Capítulo de 2021, a ter lugar de 1 a 4 de outubro na Ilha da Madeira. Podem contar que tudo faremos para o concretizar com segurança e com animação de sempre.

Excecionalmente, também nesta data terá início a afamada "Festa da Flor" que foi adiada de abril para outubro devido a pandemia.

São todos bem-vindos!


NOTA: Felizmente a região conta com muito poucos casos ativos no momento e a vacinação decorre a bom ritmo, prevêem a imunidade de grupo para o final de agosto.
No entanto sabemos que vivemos tempos incertos, caso as medidas legais de contenção da pandemia COVID obriguem ao cancelamento parcial ou total do evento, garantimos o reembolso da inscrição.

Medidas de controlo da COVID-19http://www.visitmadeira.pt

Grande Capítulo 2021

Confraria Enogastronómica da Madeira


PROGRAMA PROVISÓRIO ATUALIZADO
As datas são fixas, podendo ser alteradas as atividades e os respetivos horários.

SEXTA-FEIRA, 1 de Outubro   

18h30 – Receção no IVBAM - Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira
20h30 – Transfer de autocarro para Câmara de Lobos
21h00 – Jantar de boas-vindas no restaurante “O Lagar”, em Câmara de Lobos

SÁBADO, 2 de Outubro

10h00 – Receção no Salão Nobre da Câmara Municipal do Funchal
11h00 – Visita ao Mercado Municipal do Funchal
12h00 – Passeio de autocarro à costa norte da Ilha
13h00 – Receção no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Vicente
14h00 – Almoço na “Quinta Barbusano”, em São Vicente, inclui visita às vinhas

DOMINGO, 3 de Outubro

9h30 – Acolhimento dos confrades em frente à Sé do Funchal
10h00 – Missa na Sé Catedral
11h00 – Desfile
11h30 – Receção na Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira - ALRAM
12h00 – Cerimónia do XX Grande Capítulo da CEM – Salão Nobre da ALRAM
14h00 – Almoço Confrádico, Funchal (a designar)

SEGUNDA-FEIRA, 4 de Outubro

9:45H – Acolhimento dos confrades na Praça do Município, Funchal
10:00H – Passeio de autocarro pela Ilha com destino ao Porto Moniz
12:00H – Receção na Câmara Municipal do Porto Moniz
13:00H – Panelo - almoço típico madeirense, no Chão da Ribeira, Porto Moniz
17:00H – Regresso ao Funchal

INSCRIÇÕES LIMITADAS até 20 de setembro 2021 

MAIS INFORMAÇÕES:

Alcides Nóbrega - +351 965014491
Márcio Ribeiro - +351 917777282

Olga Mendes - +351 924030562 


_______________________________


ALOJAMENTO

 

De 1 a 4 de Outubro 2021 – Todos os preços são por noite e pessoa:

 

Hotéis no centro da cidade

 

Hotel Madeira ***    https://hotelmadeira.com/pt/

Duplo/twin standard   BB – 32,50 € por pessoa

Single standard BB – 59,00 €

Duplo/twin BB  com balcão – 34,00 € por pessoa

Single com balcão BB – 62,00 e

Duplo/twin superior (sem balcão) – 38,00 € por pessoa

Single superior (sem balcão) BB – 68,00 €

Suite junior – 43,00 € por pessoa

 

Castanheiro Boutique Hotel **** https://www.castanheiroboutiquehotel.com/pt/

Duplo/Twin  Standard  BB – 56,00 € por pessoa

Single BB – 101,00 €

De Luxe 67,00 € – por pessoa

Junior suite – 72,00 por pessoa

Suite – 83,00 por pessoa

 

 

Hotéis a alguns minutos do centro da cidade

 

Terrace Mar Suite Hotel  *** -  https://www.terracemarhotel.com/

Junior Suite (duplo/twin) – 32,00 € por pessoa, só alojamento

Junior Suite (single) – 54,00 € por pessoa, só alojamento

Junior Suite Superior(duplo/twin) – 37,50 € por pessoa, só alojamento

Suite (duplo/twin) – 43,50 € por pessoa, só alojamento

»» Suplemento pequeno-almoço – 8,00 € por pessoa

 

Hotel Melia Mare   - https://www.meliamadeira.com/pt-pt/     

Duplo/twin, vista mar lateral BB – 53,00 € por pessoa

Single, vista mar lateral BB – 101,00 €

Duplo/twin, vista mar direta BB – 75,00 por pessoa

Single, vista mar direta BB – 125,00 €

Duplo/twin superior, vista mar – 97,00 € por pessoa

Single superior, vista mar – 145,00 €

 

Hotel Porto Mare ****  - https://www.portobay.com/pt/hoteis/hoteis-madeira/porto-mare/

Single BB, vista montanha – 126, 50 €

Duplo BB, vista montanha – 75,00 € por pessoa

Single BB, vista mar – 135,00 €

Duplo BB, vista mar – 84,00 € por pessoa

 

 Hotel Vidamar ***** - https://madeira.vidamarresorts.com/pt/

Single BB, vista jardim/lateral vista mar – 176,00 €

Duplo BB, vista jardim/lateral vista mar – 115,00 € por pessoa

Single BB, vista mar – 193,00 €

Duplo BB, vista mar – 132,00 € por pessoa

 

Para reservas de alojamento, o favor de contactar

Ana Maria Vieira

T: +351 291 200 604



INSCRIÇÕES LIMITADAS até 20 de setembro 2021 

MAIS INFORMAÇÕES:

Alcides Nóbrega - +351 965014491
Márcio Ribeiro - +351 917777282

Olga Mendes - +351 924030562 


CONFRARIA ENOGASTRONÓMICA DA MADEIRA
Rua do Mercado, nº 14, 9325-034 Estreito de Câmara de Lobos – Madeira, Portugal
NIF 511 158 912 - MADEIRA - madeiraallyear.com




INSCRIÇÕES LIMITADAS até 20 de setembro 2021  

MAIS INFORMAÇÕES:

Alcides Nóbrega - +351965014491 | Olga Mendes - +351924030562 
Márcio Ribeiro - +351917777282 



CONFRARIA ENOGASTRONÓMICA DA MADEIRA
Rua do Mercado, nº 14, 9325-034 Estreito de Câmara de Lobos – Madeira, Portugal
NIF 511 158 912 - MADEIRA - madeiraallyear.com

17 agosto 2021

CEM desloca-se à Eslováquia em Setembro



A Confraria Enogastronómica da Madeira desloca-se à República da Eslováquia que será recebida no dia 3 de Setembro, na cidade de Ohrady pela "Csallóközkürti Borbarátok Asztaltársasága Borrend - Rád Rytierov Vín z Ohrád". 

A razão da deslocação da confraria madeirense à República da Eslováquia é a promoção, defesa dos vinhos, da gastronomia típica madeirense e do destino turístico da Região Autónoma da Madeira.

Estreito de Câmara de Lobos, 17 de Agosto de 2021. 

15 agosto 2021

Registration open for the 2022 F.I.C.B. Wine tasting Challenge in Hungary

The next F.I.C.B. International Wine Tasting Challenge will take place in Hungary in 2022,  from 2 to 5 June in Budapest and its vineyards, followed by an extension from 5 to 7 June in the Eger and Tokai wine regions. It is organised by the Wine Sisterhood of the Ladies of Pannonia.

After the success of the first edition, which took place in Finland in 2019, this Challenge continues with the same formula, combining a collective evaluation of the wines served, an individual  blind tasting competition and an exceptional programme of visits and food and wine experiences.

F.I.C.B. members based in wine-producing regions are encouraged to seek out the supply of wines from their region to participate in the collective evaluation, which is rewarded with trophies to promote them.

After the pandemic period we have just gone through, this event is scheduled at a time when it is reasonable to think that with the generalisation of vaccinations and health passes, travel will be back on the agenda.

Click the following  link to access  the full programme and registration site:

www.ficbwinechallenge2022.hu

Click here for the summary programme

Click here for the general rules of the F.I.C.B. Challenge 

06 agosto 2021

CEM leva produtos madeirenses à República Checa


Na sua deslocação à República Checa onde participará no dia 28 de Agosto no evento da "Ordo Equestris Vini Europae", que se realiza na cidade de Mikulov, a Confraria Enogastronómica da Madeira será recebida no dia 27 de Agosto pela "Rad Rytiru Vina SV. Urbana", no Palácio "La Veneria", na cidade de Valtice, onde após apresentação das duas confrarias haverá uma degustação de vinho da Morávia do Sul.

A delegação madeirense levará nesta viagem vinho tranquilo madeirense tinto, branco e rosé, Vinho Madeira 10 anos, Rum agrícola da Madeira e bolo de mel, que serão entregues às 2 Ordens Báquicas da República Checa.

Estreito de Câmara de Lobos, 6 de Agosto de 2021.


Na Imprensa:

02 agosto 2021

Estudo inédito reconhece qualidade do vinho do vulcão cabo-verdiano do Fogo

O vinho Chã, produzido junto a vulcão de Cabo Verde, foi alvo do primeiro estudo físico-químico e microbiológico, onde apurou a sua boa qualidade e características antioxidantes.


O primeiro estudo físico-químico e microbiológico ao vinho Chã, produzido junto ao vulcão da ilha cabo-verdiana do Fogo, concluiu pela sua boa qualidade e caraterísticas antioxidantes, anunciou esta segunda-feira a autora da investigação, Maria Teixeira.

O estudo, descrito como inédito, resultou da conclusão da tese de mestrado em Portugal da investigadora cabo-verdiana que analisou o produto final e o processo produtivo do vinho na aldeia de Chã das Caldeiras (que dá nome ao vinho), no único vulcão ativo de Cabo Verde – última erupção terminou em fevereiro de 2015 – e o ponto mais alto do arquipélago (2.829 metros de altitude).

"O estudo é importante por ser o primeiro do tipo realizado sobre o vinho Chã de Cabo Verde. De certa forma vai ajudar a promover este produto e abrir portas para outros estudos, talvez mais aprofundados, sobre este ou outros produtos de Cabo Verde”, disse Maria Teixeira, em declarações à Lusa.

Com o título “Avaliação da qualidade físico-química e microbiológica do vinho Chã de Cabo Verde”, a tese foi realizada nas universidades de Évora (Escola de Ciências Sociais) e do Algarve (Faculdade de Ciências e Tecnologias), no âmbito do mestrado em Gestão da Qualidade e Marketing Agroalimentar, e a defesa aconteceu no dia 26 de julho, por videoconferência, a partir da cidade da Praia.

“Depois de analisar todos os parâmetros, físico-químicos, microbiológicos e sensoriais, concluiu-se que o vinho Chã é de boa qualidade, devendo essa vantagem ser aproveitada para criação de estratégias para divulgar a marca, tanto a nível nacional, como internacional”, sublinhou a autora.

A investigação teve como objetivos específicos descrever o processo de fabrico do vinho, avaliar as condições de segurança e higiene e as caraterísticas físico-químicas e microbiológicas das amostras daquele vinho, conhecido internacionalmente.

O estudo “concluiu que o vinho Chã é de boa qualidade e que existem diferenças claras de acordo com o tipo de vinho em questão”. Os vinhos tintos “apresentam uma capacidade antioxidante superior aos vinhos rosés, que por sua vez apresentam uma atividade antioxidante superior aos vinhos brancos”.

Do ponto de vista microbiológico, todos os tipos de vinho Chã apresentaram resultados satisfatórios e “verificou-se que não houve desenvolvimento de qualquer microrganismo nos vinhos analisados”.

O estudo teve ainda uma componente de provas sensoriais e as amostras de vinho tinto, branco e rosé tiveram boa apreciação dos provadores.

A escolha do tema para o estudo foi feita antes do início da pandemia do novo coronavírus, que agravou as dificuldades e condicionou o processo de investigação. A investigadora apontou ainda a demora por parte das instituições cabo-verdianas em fornecer dados para a investigação e o número muito reduzido de trabalhos científicos nesta área, em Cabo Verde.

Face à qualidade reconhecida neste estudo, Maria Teixeira considerou ser importante encontrar formas de reforçar a divulgação do vinho Chã, compreender o perfil do consumidor e identificar fatores que influenciam o seu consumo.

Também recomendou a aposta numa plataforma digital para divulgação mais eficaz e rápida, não só do vinho Chã, mas de todos os vinhos de Cabo Verde, reunindo igualmente as diferentes empresas que operam neste setor no país.

Maria Teixeira, natural da ilha de Santo Antão e residente na cidade da Praia, é licenciada em Análises Clínicas e Saúde Pública pela Universidade Intercontinental de Cabo Verde (ÚNICA) e agora é a nova mestre em Gestão da Qualidade e Marketing Agroalimentar pelas Universidade de Évora e do Algarve.

O vinho Chã é produzido através de 1.500 hectares de vinhas de plantações rasteiras que chegam até à quota dos 2.200 metros, em plena encosta do pico principal do vulcão, numa grande cratera de nove quilómetros de diâmetro, onde está inserida a aldeia. Ali, mais de cem pequenos produtores resistem à seca e às erupções para garantir as uvas necessárias para um dos mais conhecidos vinhos de Cabo Verde.

Em Chã das Caldeiras, aldeia levada na erupção de 2014/2015, não há família que não tenha uma pequena vinha, plantada em campos que há pouco mais de cinco anos eram de lava incandescente. Organizados numa cooperativa, deram origem ao conhecido vinho Chã.

A cooperativa recebe praticamente toda a produção de uva na cratera e é ela própria um exemplo da resiliência de quem em Chã das Caldeiras já perdeu tudo nas erupções (1951, 1995 e 2014) mas prefere sempre voltar e reerguer.

Na história registada da ilha do Fogo, desde 1500, a erupção de 2014 foi a 27.ª, sendo que a instalação do que é hoje a aldeia de Chã das Caldeiras remonta apenas ao início do século 20. A adega da cooperativa, em pleno centro da aldeia, não escapou às duas últimas erupções.

Segundo dados da cooperativa, em 2019 produziram-se 50.000 litros de vinho, metade do normal em ano de chuva, essencialmente branco (75%), mas também tinto (20%) e rosé (5%).

Fonte: Observador

Com tecnologia do Blogger.

 

© 2013 Confraria Enogastronómica da Madeira. All rights resevered. Designed by Templateism

Back To Top